e-Social:vai substituir as demais obrigações acessórias? | São Lucas

Nos últimos tempos, o governo vem buscando modernizar suas rotinas com a criação de uma série de novas regras e sistemas com o intuito de facilitar a entrega de informações por parte do empresário. Se você está lendo este post é porque está interessado em uma dessas novas rotinas e quer saber o que é E-Social, não é mesmo?

No vídeo abaixo Leandro conta para vocês todas as informações mais relevantes sobre essa ferramenta e todos os dados que você precisa compartilhar com ela.

A transição pode ser trabalhosa para o empregador, mas é importante lembrar que ela é obrigatória, e multas serão aplicadas quando as informações não forem entregues corretamente e dentro do prazo.

Não pense que o e-Social e só algo passageiro, ou algo que não vai vingar pois você esta totalmente enganado e eu te falo o por que!

Vem comigo!

 

Agora que você ja se aprofundou mais sobre o assunto, que tal saber as desvantagens e vantagens que vêm por ai?

Acompanha esse artigo que eu te conto tudo!

Mesmo com as dificuldades das empresas em se adaptar ao eSocial, como abordado no tópico anterior, ainda é possível extrair alguns benefícios para a empresa.

Vantagens:

  • Fornecimento de dados em um único espaço – Sabendo que em apenas um ambiente estarão todas as informações dos trabalhadores, o eSocial facilitará o envio das informações para um único local – seu webservice.
  • Abrangência do conhecimento — O sistema exigirá mais conhecimento e detalhamento técnico dos profissionais de recursos humanos, departamento pessoal, segurança e medicina do trabalho, entre outros.
  • Desburocratização – Com a implantação do programa, o preenchimento dos inúmeros formulários e declarações exigidos não será mais necessário (como a DIRF, o RAIS e o GFIP), de modo que as informações fiscais, previdenciárias e trabalhistas serão emitidas em um único arquivo.
  • Direitos trabalhistas – O histórico trabalhista fica vinculado ao CPF do funcionário, o que torna mais fácil a concessão de benefícios previdenciários — como a aposentadoria ou o auxílio-doença. Isso também facilitará a fiscalização do cumprimento das obrigações trabalhistas, tanto por parte do governo, quanto por parte dos próprios empregados

Quais São as Desvantagens do eSocial para as Instituições

Geralmente, ao questionar uma pessoa se ela prefere receber uma notícia boa ou ruim antes, a maioria escolhe receber a notícia ruim e depois a boa. Então começaremos assim: pela notícia ruim, nesse para os empregadores, mas boa para o Governo – vantagens e desvantagens para cada lado.

Uma das dúvidas para quem está pesquisando informações sobre eSocial, é entender como um programa que não cria nenhuma obrigação adicional e ainda simplifica o envio das declarações pode tornar a vida dos profissionais de RH tão complicada. Simples: multas pesadas.

As multas e penalidades são automáticas e passam a ser em tempo real para quem não cumpre com a burocracia e principalmente com os prazos curtos do cronograma eSocial e a qualificação cadastral.

Por isso as vantagens do programa, nesta ocasião, estão direcionadas ao Governo, enquanto as desvantagens para as empresas e os empregadores. Algumas dessas desvantagens do eSocial estão diretamente relacionadas às seguintes ocasiões:

  • Atualização de Softwares — As empresas deverão atualizar o quanto antes seus sistemas de RH e Folha de Pagamento, com integração para o sistema do eSocial.
  • Novas práticas para a equipe — Em um curto espaço de tempo, novos aprendizados por parte da equipe deverão acontecer, seja para um novo sistema, como para entender as novas práticas. Isso obriga a gestão a investir financeiramente em treinamento especializado para os departamentos (pessoal e RH) da empresa.
  • Impactos na rotina de trabalho — A partir de agora será necessário revisar todos os processos internos na empresa, visto que a rotina diária nunca mais será a mesma de antes.

 Bom agora tiram suas próprias conclusões enquanto á tempo!