Num mundo em que a tecnologia sempre está em alta e as novas demandas de consumo sempre se associam ao universo online, eis que surgem as lojas virtuais e o mercado de e-commerce como opção de maiores quantidades e volumes de vendas e, claro, de LUCRATIVIDADE!

Por isso, hoje, vamos falar sobre como montar um e-commerce a partir dos pontos mais simples e principais!

Escolha do mercado: Qual o público-alvo?

Sem saber quem será seu público-alvo, é quase impossível vender!

Muito parecido com aquela fala do gato e da Alice, no conto infantil “Alice no País das Maravilhas”, onde ele diz:

“Mas, se você não sabe aonde quer ir, qualquer caminho serve”!

[Se você não é fã da Disney ou nunca tenha assistido a esse filme, talvez não se recorde, mas tudo bem. Estamos a fazer apenas uma metáfora.]

A questão aqui é que: sem conhecer o público, não dá nem para selecionar quais produtos se pode vender!

Entendeu?

Portanto, a lista básica de perguntas, é:

  • Seu público é infantil?
  • Mulheres?
  • Homens?
  • Idade?
  • Condição financeira?
  • Dores?
  • Desejos?
  • Como seus produtos oferecem soluções?

São perguntas-chave para que, então, você possa prosseguir com seu e-commerce!

Escolha dos produtos ou serviços?

Após ter criado um plano de negócios para e-commerce e ter o direcionamento do seu público, você já pode começar a providenciar e entender quais produtos deseja trabalhar.

São que tipo de itens?

  • Nicho da tecnologia?
  • Nicho da beleza?
  • Nicho da moda?

Após essa definição, é hora de seguir o próximo passo para empreender com sucesso!

Escolha da plataforma

Para vender com loja virtual, sem sombra de dúvidas, você vai precisar de uma plataforma que se adeque às suas necessidades.

Existem vários tipos, onde formas de pagamento via boleto, contas onlines – como Paypal – e inclusão de cartões podem ser feitas. Por isso, antes de determinar por qual plataforma irá usar, pesquise e teste!

Testar a usabilidade, recursos, ferramentas, facilidade da gestão, acervo interativo e tipos de atendimento faz com que você fique mais seguro entre as escolhas que são possíveis dentro desse nicho de e-commerce.

Forma de automatização

O que pode ou não ser automatizado?

  • Envios de mensagens de recebimento de pedidos?
  • Formulários e cadastros?
  • Itens que mostram o que foi vendido e o que ainda está em estoque?

Quanto mais recursos você tiver, que envolvam agilidade em seu atendimento e busca de informações, melhor, porque dessa forma você reduz o tempo que seria necessário para fazer tarefas manuais. Concorda?

Não se esqueça que, nesse sentido, algumas ações de marketing digital para divulgação de produtos e serviços podem ser feitas!

Divulgação dos produtos e ofertas

Quanto mais presença digital seu e-commerce tiver, melhor. Dizer que somente por ter uma loja virtual fará com que você se destaque, é puro engano e equívoco, visto que, assim como você, existem milhões de outras lojas que competem espaço e atenção do público.

Portanto, comece divulgando seus produtos e serviços de forma estratégica e focada, com elementos visuais, psicológicos e a nível neuronal que ninguém mais seria capaz de fazer!

Use um blog, redes sociais e tudo o mais onde possa se destacar!

Para isso, claro, é preciso contar com uma agência de marketing digital que possua grande experiência em técnicas diferenciadas, como: neuromarketing, neurovendas, entre outros!

Conte com a assessoria correta para saber como montar um e-commerce!

Ah, e claro, você não pode se esquecer de ter uma assessoria contábil para e-commerce, pois o nicho digital também é considerado como empresa e se você não cumprir com todas as exigências legais, pode correr sérios riscos e pagar MUITO CARO… E até ser preso, por sonegação fiscal!

Mais do que imagina!

Por isso vem falar conosco! E saiba mais sobre como montar um e-commerce de sucesso!

Ah anos escutamos, que a Ford vai fechar, que a GM não dura mais nem um ano e que a Renault esta com os dias contados, porem algo acontece e essas empresas voltam a produzir e esse boato novamente cai por terra.

Você quer saber por que isso acontece?

Vem comigo!

Embora uma loja virtual não exija todo o preparo da estrutura física, é preciso se atentar a escolha da melhor plataforma de e-commerce, garantindo melhores resultados para o seu site!

Você está pensando em abrir uma loja virtual, mas está em dúvida sobre qual plataforma para e-commerce escolher?

Bom, a BOA NOTÍCIA é que nós, da São Lucas Contabilidade, trouxemos as melhores dicas sobre comércio virtual e plataformas de e-commerce que irão te ajudar nessa empreitada de vender mais pela internet, começando pelos pontos principais sobre sua loja virtual.

Vamos entender melhor aPlataforma de E-commerce?

Então sigamos!

Produtos: quais você vai vender?

Você JAMAIS poderá começar um e-commerce sem antes definir que tipo ou que linha de produtos vai vender.

Vamos citar alguns nichos do e-commerce para te ajudar caso ainda não tenha escolhido um segmento.

  • Nicho de moda (roupas, acessórios, etc);
  • Nicho de itens para o lar (cama, mesa e banho);
  • Artesanato;
  • Sapatos;
  • Ótica online;
  • Entre outros.

Há, na verdade, uma infinidade de possibilidades, portanto, escolha o nicho, conheça bem seu público e é como diz a famosa frase do mundo empreendedor: “Feito é melhor que perfeito”! É claro que é preciso estudar estratégias de marketing eficientes, mas postergar suas ações significa postergar seu sucesso!

Depois de escolher, agora sim, veja como deve ser a plataforma que poderá atender a sua demanda de vendas e ofertas!

Tamanho da sua loja online e aporte de demandas!

Logicamente, mesmo começando, a sua intenção é crescer bem rápido no e-commerce, pois isso acontecendo significa que seus esforços estão dando lucro e trazendo soluções proveitosas para o mercado. E qual é o empresário que não quer isso?

Portanto, pense e pesquise por uma plataforma que tenha condições de te amparar no sentido de crescimento, tanto no quesito volume como em aspectos de outras interações tecnológicas.

Talvez seja interessante você pesquisar e comparar todas as propostas e, quem sabe, ter até uma reunião para entender se a plataforma pretendida poderá te atender nos sentidos principais!

Tudo isso já fará grande diferença aos seus negócios como comerciante virtual.

Plataforma de e-commerce com integração de aplicativos

Uma plataforma é, na verdade, uma grande parceira para o desenvolvimento dos seus negócios virtuais ou, em outras palavras, do seu comércio eletrônico. Assim sendo, é necessário que ela possua disponibilidade em integrações de outros sistemas!

Algo que você irá precisar são de sistemas que possam trazer informações relevantes em suas vendas, nesse caso, seria legal ter uma plataforma com integração com um ERP, sendo assim de grande valia. Compreendido até aqui?

Outros elementos que podem ser integrados são:

  • Suporte logístico;
  • Meios de pagamento integrados;
  • Integração com chatbots;
  • Upload massivo de anúncios;
  • Suporte de marketing digital;
  • Entre outros.

Tecnologias de impulsionamento de vendas de plataforma de E-commerce

Duas tecnologias são de grande importância:

  • SaaS – Software as a Service, ou
  • On-Premise.

Enquanto o primeiro atua na nuvem e se trata de um serviço de integração para otimização da sua loja virtual, o outro atua como produto e é instalado no servidor local.

Por isso, se você quer algo realmente completo, PESQUISE, COMPARE e tire todas as suas dúvidas, porque “seguro, morreu de velho”!E se precisar de ajuda com sua empresa nos quesitos contábeis e financeiros, conte como nossa experiência e especialidades, pois te levaremos do ponto de necessidade de melhorias até o sucesso!

Deseja saber como montar um e-commerce com segurança e vendendo bem? Confira estas 4 dicas que preparamos para o sucesso da sua loja virtual!

Atualmente, para quem gosta e quer empreender, montar um e-commerce é uma excelente ideia por muitos motivos.

Primeiro, porque, como se trata de uma loja virtual, as condições de investimento diminuem bastante, do que quando comparado a ter uma loja física.

  • da estrutura física;
  • da água;
  • da energia;
  • dos funcionários, que precisam estar disponíveis em horário comercial de segunda a sábado.

Por esse motivo, hoje, você poderá conferir algumas dicas bem legais e pontuais sobre os melhores passos para montar um e-commerce.

Vamos lá?

Depois de ter escolhido os itens a serem vendidos, é hora de ir para o campo!

Ok, você já escolheu os produtos, agora precisa identificar algumas outras coisas para começar a vender online.

1 – Busca pela melhor plataforma

Essa etapa é fundamental, pois será dentro desse ambiente que você fará vendas e poderá tomar as melhores providências para começar a faturar.

É importante destacar aqui que atualmente existem muitas plataformas e que elas podem ser testadas por um período mínimo. Dando a oportunidade de você utilizá-las e sentir qual é a mais fácil e efetiva para você.

2 – Método de pagamento

Você vai precisar definir qual meio de pagamento o cliente poderá usar, para que o pagamento seja processado de maneira segura e adequada. Nesse sentido, você pode escolher:

  • Método de pagamento intermediário para lojas virtuais – Muito indicado para quem está começando, são mais simples de usar e têm vantagens bem proveitosas. Porque eles assumem os riscos de fraudes no processamento de pagamento, tornando-os bem mais interessantes.
  • Gateways de pagamentos para e-commerce – Permite conexões de pagamentos com redes populares, como: Redecard e Cielo. Pode ser até uma solução mais barata em muitos casos. No entanto, não possui recurso antifraude.
  • Integração de pagamento direto com a adquirente – Esse tipo só é recomendado para profissionais mais experientes nesse mercado, já que envolvem opções de seguranças mais complexas.

De modo sucinto, o que pode ser dito é que, se você estiver começando com um e-commerce, deve optar por investir em um intermediário de pagamento. já que trabalhar com e-commerce e investir em volume em marketing farão mais sentido a adoção de um gateway de pagamento.

3 – Tipos de segurança para e-commerce

Lembre-se que a segurança precisa estar dentro desse sistema, afinal de contas, os seus clientes irão comprar em seu site, e tanto para você quanto para eles, precisam estar seguros em inserir seus dados, concorda?

Assim, é necessário usar algum tipo de segurança, e nesse caso existem dois tipos: SSL ou Scan de aplicação e IP.

4 – Marketing digital para e-commerce

Não se esqueça de atuar com outras frentes poderosas na divulgação e no marketing de sua loja virtual, sendo necessárias ações de:

  • E-mail marketing para e-commerce.
  • Textos para blogs de e-commerce, para aumentar o ranqueamento e visualizações no Google.
  • Presença nas redes sociais através de postagens cotidianas.

Se precisar de ajuda com seu e-commerce, nós podemos te ajudar, basta entrar em contato e daremos mais informações!

Grande abraço e até breve.