Abrir empresa de consultoria ou coaching, apesar de parecer algo semelhante, possui suas diferenças. O coaching ensina uma pessoa a analisar seus pontos fortes e pontos fracos e, a partir daí, ele mesmo tomará uma decisão. Um consultor apontará, seguindo sua experiência, qual é o melhor caminho. 

Explicando as diferenças

A consultoria atua de forma direta. Ela apresenta soluções, propõe alternativas e interfere na escolha. O coach age tentando ensinar uma pessoa a escolher seus próprios caminhos. Abrir uma empresa de consultoria ou de coaching, então, é algo diferente por definição. 

Alguém que pensa em abrir uma empresa de consultoria ou de coaching deve analisar os seus próprios conhecimentos. Se a pessoa quer abrir uma consultoria em engenharia, ela deve ter experiência o bastante para prestar essa consultoria, ou seja, ela deve ser um expert na área para que seus conselhos sirvam de algo.

Já o coaching pode oferecer um serviço mais aberto, visto que ele não precisa ser engenheiro para oferecer seus serviços a uma pessoa de engenharia. Ao abrir uma empresa de coaching, a ideia é ensinar a pessoa a se autoconhecer e não necessariamente mostrar o que a pessoa tem que conhecer. 

Então, ao abrir uma empresa de coaching ou consultoria a pessoa tem de conhecer aquilo que pode oferecer antes de escolher o tipo de serviço que será prestado.

confira nossas especialidades 1 - Abrir empresa de consultoria ou coaching? Qual é melhor? - Contabilidade em São Bernardo do Campo - SP

A parte burocrática

Quanto à parte burocrática não existe muita diferença entre abrir uma empresa de consultoria ou de coaching. Ambas as atividades, por exemplo, não são aceitas no MEI (microempreendedor individual). Um coaching e um consultor não podem ser MEI porquê algumas profissões consideradas intelectualizadas não entram nesse sistema de tributação.

Um consultor, por exemplo, muitas vezes tem de se legalizar perante ao órgão responsável por legislar sobre a área em que ele consulta. No caso de uma consultoria na área de engenharia, o consultor terá de estar em dia para com seus deveres no CREA.

Fora o MEI, ao abrir uma empresa de consultoria ou coaching a pessoa poderá optar pelos sistemas de:

  • Empreendedor Individual;
  • Empresa individual de Responsabilidade Limitada;
  • Sociedade Limitada.

Cada um desses sistemas possui diferentes características e descobrir qual é o melhor ao se abrir uma empresa de consultoria ou de coaching é algo difícil, que requer um estudo contábil. 

Esse estudo acaba por consumir um bom tempo e, se a pessoa não tiver o conhecimento necessário, pode acabar por optar pelo sistema errado, gerando uma grande perda de dinheiro. O tempo do consultor ou do coaching ainda pode ser melhor empregado no desenvolvimento do trabalho que ele domina do que no estudo contábil.

Nosso escritório pode ajudar você a escolher qual é o melhor sistema tributário para o seu negócio. Estudamos caso a caso e impedimos a perda de dinheiro. Além disso, oferecemos também o serviço de contabilidade necessário para qualquer pessoa que pensa em abrir empresas de consultoria ou coaching, evitando que existam problemas com o fisco. Se você precisa de ajuda, fale com a gente! 

Será um grande prazer poder ajudar! 

 

A profissão de palestrante tem se tornado cada vez mais requisitada e lucrativa. E ao contrário do que pode parecer, esse mercado não é restrito a grandes estrelas. 

Atualmente, há profissionais de diversos níveis nesse ramo, que atendem a múltiplas demandas de múltiplos segmentos, como gestão de finanças, gastronomia, moda, entre outros. 

Se você é microempreendedor individual e quer se tornar palestrante, saiba que é possível, sim. 

Continue a leitura e saiba mais! 

Confira nossos serviços - Palestrante pode ser MEI? - Contabilidade em São Bernardo do Campo - SP

Como ser um palestrante?

Para ser um bom palestrante não basta dominar o tema da palestra. É importante  ter boa oratória e se comunicar bem com o público. 

No entanto, um bom palestrante não é apenas um grande orador. Além de técnica, ele deve estudar para se manter informado e ter bom conhecimento sobre o público para o qual vai falar. Ou seja, para ter sucesso, é imprescindível saber onde está atuando e para quem está comunicando.

Em outras palavras, uma boa palestra vai além da oratória, boa dicção e ritmo da fala são características desejáveis, mas é preciso mais. Além de manter o público atento, o palestrante deve se comunicar bem também para vender o seu trabalho em reuniões. 

Em suma, palestrar bem não é apenas um dom. É preciso muito estudo, pesquisa, dedicação e trabalho para chegar lá!

Por que formalizar a atividade de palestrante?

Segundo o Sebrae, a atividade de palestrante também está enquadrada no MEI. No entanto, o seu faturamento anual não pode ultrapassar R$ 81 mil. Vale lembrar que esse é o faturamento máximo estabelecido para todos os empreendedores enquadrados no MEI, independentemente da atividade. 

Importante ressaltar ainda que, como MEI, você vai pagar impostos agrupados em guias mensais de valor fixo abaixo de R$60,00. No entanto, se você está começando neste segmento e ainda não cobra muito alto pelas suas palestras, ser MEI representa uma grande vantagem, já que o regime é menos burocrático e te deixa livre de uma alta tributação.

Se você já ganha dando palestras e ainda não formalizou a sua atividade, faça um cadastro no Portal do Empreendedor e torne-se MEI.

Por que se tornar MEI?

Agora que você já sabe que palestrante pode ser MEI, basta se formalizar. O primeiro passo é fazer um cadastro no site Portal do Empreendedor

Com o MEI, o microempreendedor passa a ter um CNPJ e pode emitir Notas Fiscais. Além disso, o MEI tem cobertura da Previdência Social. Ou seja, se você se cadastrar pode se aposentar por idade ou por invalidez e receber benefícios, como auxílio-doença e salário-maternidade. Sua família ainda terá direito a pensão por morte e auxílio-reclusão.

Vale lembrar que só pode se formalizar como MEI aqueles que exercem uma atividade que consta na lista de atividades permitidas no Anexo XI da Resolução CGSN nº 140, de 22 de maio de 2018.

Por isso é imprescindível verificar se a sua atividade consta na lista do anexo  antes de iniciar o processo de formalização. Para isso, basta acessar a resolução no Portal do Empreendedor.

Sendo assim, caso queira formalizar a sua atividade com segurança e da maneira certa, entre em contato com a gente! 

Será um grande prazer poder ajudar!

Sucesso do Cliente é uma metodologia em que toda a empresa trabalha em prol de um objetivo: gerar resultados reais para o cliente que contrata o seu produto ou serviço!

Vem saber o que o Leandro acha disso:

Agora que você já sabe o quanto sua empresa precisa desse setor, que tal apreender a implantar ele na sua empresa!?

Vem saber!

Construa uma cultura de sucesso do cliente

Sucesso do cliente não é só um setor, um cargo ou uma atribuição, ela precisa ser a razão da sua empresa!

Todos precisam respirar e entender essa cultura.

Mas para construir essa cultura, sua empresa precisa ter alguns aspectos valiosos em mente.

Alguns deles são:

Venda e Marketing

Esse seria um alinhamento bem afinado das duas áreas, isso é essencial para que todos comecem a focar no sucesso do cliente, antes mesmo dele existir, e eu vou te contar por que.

Quando você atrai o cliente certo através das suas ações de marketing e passa para o time de vendas uma base boa de leads para trabalhar.

Vale ressaltar que, o cliente certo, é um conceito extremamente particular, e precisa ser definido e tenha em mente que o ponto mais importante para definir isso é: ele precisa ter FIT com o seu negócio!

 

Seja o termômetro do seu cliente.

Se a sua empresa tomar todas as decisões e executar todas as mudanças e melhorias, com foco no sucesso do cliente ( experiências somadas aos resultados ) seu negócio estará no caminho certo.

Por isso, deixe sempre alinhado o discurso do marketing, vendas e para toda a comunicação da sua empresa.

Se você tiver um time responsável, por outras coisas do seu cliente, esse time time também precisa ter o pensamento de que o CLIENTE PRECISA ESTAR EM PRIMEIRO PLANO para poder assim, planejar e tomar decisões.

 

O Recrutamento é essencial!

Você precisa escolher pessoas que possuam 100% da cultura, pelo menos parecida com a sua empresa.

O mesmo precisa ser totalmente focado em resolver problemas e em aprender  sempre, e isso tem tudo a ver com o sucesso do cliente, uma empresa com esse foco precisa sempre estar atento e aprendendo com o cliente, com o mercado e com os principais erros passados pelo mesmo.

E coloque em mente “ Existe apenas um chefe, o cliente. E ele pode demitir todos na empresa, desde o presidente”

Estruture o time

È preciso ter um time de especialistas, focado em garantir o sucesso do cliente.

Por isso é impostante estruturar um time, desdo gerente até o assistente, para conduzir essa estratégia.

Para esse time é importante ter atribuições claras, relacionadas não apenas ao cargo, mas também para o perfil do profissional contratado. Ele sera a voz do cliente dentro da empresa, e por isso precisa ser dinâmico, ter jogo de cintura e ser quase um diplomata.

Todos dentro da empresa, serão co-participantes do sucesso do cliente, mas o departamento sucesso do cliente, sera o porta-voz de tudo.

Dica: É importante ter métricas claras para mensurar a performance do time, e dos analistas de sucesso do cliente individualmente.

Nestes casos devem ser considerados indicadores como a retenção dos clientes, aqui falamos de churn, aumento de receita, upsell e cross-sell, além de NPS, ou a percepção de valor dos clientes dentro da empresa.

Tenha formas claras de medir o sucesso do cliente

É importante definir formas claras e usar as ferramentas corretas para acompanhar a “saúde” do cliente, os resultados e se o caminho está direcionando para o sucesso ou não..

Ao mensurar os resultados frequentemente você não apenas terá o que mostrar para o seu cliente, mas saberá se o cliente está indo para o caminho do resultado que ele esperava ao comprar o seu produto.

Isso é muito importante para ter previsibilidade de saída, e renovação de contratos, além de entender como está o healthscore da sua base de clientes.

Tenha em mente que não basta vender e fazer o seu cliente usar seu produto ou serviço, é preciso orientá-lo e acompanhar toda a trajetória dele para agir de forma ativa, e não reativa.

Acompanhe a trajetória do cliente

Ao ter formas claras de medir os resultados do cliente você terá mais controle sobre sua base.

Uma forma de acompanha-los é traçando uma jornada clara de sucesso do cliente, através de marcos, em que o time de sucesso vai analisar os resultados e saber se o cliente está pronto para “passar para a próxima fase” ou o que precisa para isso.

Para que esta metodologia faça sentido, ela precisa ser padronizada, repetível, automatizável e otimizada. Todo cliente é diferente, mas todos os seus clientes têm pontos em comum que os tornam seus clientes.

Você pode começar, mapeando esses pontos em comum e partindo para uma análise mais aprofundada dos clientes que saíram, dos que têm resultados e o que cada um deles teve de resultado em diferentes estágios durante a trajetória dele como seu cliente.

Depois, precisará compilar essas informações e consolidar os dados para elaborar uma estratégia de acompanhamento da saúde de quem está usando o seu serviço.

Os primeiros passos do cliente são cruciais

“A primeira impressão é a que fica”.

Esse clichê se aplica muito aos clientes da sua empresa, pois eles podem permanecer com você por muito tempo.

O onboarding é a entrada do cliente na sua empresa, é quando ele está aprendendo a usar seu serviço ou produto, compreendendo seus prazos, processos e entendendo como será sua jornada rumo aos resultados.

O objetivo do onboarding é educar o cliente e entregar o primeiro valor para que ele tenha certeza que fez um bom negócio ao se tornar seu cliente. Por isso, invista na entrada e nos primeiros passos dos seus novos clientes.

Esta entrada do cliente começa na venda, e o vendedor continua tendo uma participação importante no handoff, que é a passagem de bastão entre venda e pós-venda.

As informações sobre o cliente (principalmente o que é valor e resultado para ele) precisam ser compiladas pelo vendedor, repassadas ao profissional de onboarding, ou implementação, que deve registrá-las e repassá-las, posteriormente, para o time de sucesso do cliente.

As primeiras entregas para o cliente também são essenciais.

Por isso, você deve aproveitar o começo deste relacionamento para colher feedbacks, aprender com eventuais erros (e não repeti-los) e entender as preferências do cliente.

Não deixe de ter sempre “ao alcance da mão” o que é sucesso para o seu cliente, o porquê ele comprou da sua empresa e o que é o mais importante para ele no que você entrega.

Você poderá usar essas informações valiosas ao longo da vida deste cliente com você para garantir que ele tenha sucesso.

Agora que você já sabe para onde direcionar seus esforços para garantir o sucesso do seu cliente, que tal começar pela mudança de mindset na sua empresa?

 

Leve a cultura focada no cliente para todos que trabalham com você e faça seu time trabalhar sempre em prol do sucesso do cliente. Isso será a garantia também do seu sucesso!

O mercado de trabalho se reinventa a cada dia, por esse motivo é importante estar sempre por dentro das oportunidades. Dentre essas tendências, você já deve ter ouvido falar sobre “coaching”. Essa profissão tem se tornado um fenômeno e movimentado bilhões no Brasil, mesmo em meio a uma fortíssima recessão financeira. Não por acaso muitos se perguntam hoje em dia como é possível se tornar um coaching.

Quanto mais o mercado de coaching cresce, mais empreendedores se interessam pela área e buscam aperfeiçoar seus métodos. 

Visto isso, vamos te ajudar a descobrir como se tornar um coaching de sucesso!

Boa leitura! 

O que é coaching?

Antes de mais nada, é preciso entender o que é Coaching

Coaching é um novo método, onde o profissional de coach ajuda seu cliente a bater metas e atingir objetivos de maneira mais rápida, sejam esses objetivos profissionais, pessoais, acadêmicos ou de diversos outros tipos. O coaching identifica o problema e o soluciona da maneira mais eficaz possível.

Muitas pessoas confundem o coaching com psicologia, mas o coaching não é um psicólogo. Diferentemente do psicólogo, que tem como objetivo escutar os problemas de seu paciente e encontrar a raíz antes de auxiliá-lo na resolução, o coaching tem como interesse principal saber quais são os objetivos do cliente, pois a meta é bater esse objetivo de forma mais eficaz e rápida possível.

confira nossas especialidades 1 - Como se tornar um coaching de sucesso - 5 passos para você fazer da maneira certa! - Contabilidade em São Bernardo do Campo - SP

Como se tornar um coaching? 

Se você se interessa pela área, vamos dar 5 dicas de como se tornar um coaching de sucesso:

1. Estimule sua curiosidade

Como o profissional de coaching lida com várias situações diferentes, é interessante que ele estimule sua curiosidade pelo novo. É importante que o profissional aprenda técnicas e meios de ajudar seu cliente a atingir o objetivo. O conhecimento pode dar a autonomia que o coaching precisa para ter propriedade em sua fala e passar confiança ao seu cliente.

2. Aprenda a relativizar

Por trabalhar diretamente com humanos e seus derivados problemas, o coach pode se deparar com situações que fujam de sua compreensão. Por isso, é importante ser flexível e não diminuir o problema relatado pelo cliente.

Os valores humanos devem ser colocados em conta quando se trata de uma profissão como o coaching, sem dizer que o sigilo do profissional é extremamente relevante por estar lidando com a vida particular ou íntima de uma outra pessoa.

3. Procure se especializar em uma área específica

Muitos profissionais que já estão na área afirmam que um dos segredos de como se tornar um coaching de sucesso é escolher uma área de especialidade. Isso porque a pessoa que está com um problema específico sempre procura um especialista. 

Conhecer de tudo um pouco é importante, mas ser especialista em uma área específica pode render muito mais clientes que atender de forma genérica. Além de se tornar um especialista, o coaching pode obter um plano de negócios mais específico, o que facilitará na busca por clientes.

4. Tenha inteligência emocional

Antes de ajudar alguém, é preciso trabalhar consigo mesmo. Portanto, para ajudar uma pessoa com um problema, é imprescindível que o coaching tenha muito equilíbrio emocional.

O coaching lida com a parte física ou emocional de uma pessoa, sempre observando por uma perspectiva geral, ele trabalha com emoções e sentimentos. Por isso, é importante que ele se sinta confiante e esteja emocionalmente estável. 

5. Encontre um curso para se especializar

Independente da área em que você está, se especializar no que faz é sempre importante. Um curso de coaching pode te ajudar a estimular os seus pontos fortes para exercer a função. Em um curso sempre haverá um profissional experiente para te dar a direção a seguir e te ensinar como se tornar um coaching de sucesso.

E então, o que achou do conteúdo? Foi útil?

Esperamos que essas informações tenham sanado suas dúvidas e que, através do conhecimento, você consiga melhorar em muito a perspectiva de vida de seus clientes, bem como realizar seus sonhos.

E se precisar de ajuda para abrir empresa de coaching, nós podemos te ajudar! Entre em contato com a gente.

Será um grande prazer poder auxiliar!

Consultoria é a prestação de serviços que visa ajudar o cliente a identificar um problema e encontrar a solução para resolver essa determinada situação ou tema. Essa ajuda profissional está sendo cada vez mais valorizada e pode ser uma boa oportunidade de negócio. 

No entanto, para isso, não basta apenas dominar muito bem os problemas de seu cliente ou ter um conhecimento excepcional e muita força de vontade – apesar de essas características também serem muito importantes. 

Abrir uma empresa exige uma série de procedimentos fundamentais para que ela siga as regras impostas pela legislação e consiga atuar de maneira legal sem encontrar problemas pelo caminho e consiga se desenvolver de maneira saudável. 

Pensando nisso, separamos 3 passos essenciais sobre como abrir uma empresa de consultoria

Vamos lá?

abertura de empresa - 3 passos de como abrir uma empresa de consultoria! - Contabilidade em São Bernardo do Campo - SP

1. Conheça as particularidades do mercado

O primeiro passo, antes de abrir qualquer tipo de negócio, é estudar o mercado. Com o aumento da demanda e do número de empresas do ramo abertas nos últimos anos, existem várias inovações no mercado que precisam ser entendidas por quem deseja fazer parte desse nicho. 

Sendo assim, para abrir uma empresa de consultoria, é importante estudar os dados do mercado no Brasil, estudar os concorrentes, as inovações tecnológicas que podem ser utilizadas e as principais necessidades dos clientes. Tudo isso é fundamental para se preparar, encontrar diferenciais competitivos e desenvolver um plano de negócios eficiente. 

2. Defina a estrutura e localização 

Após compreender exatamente como será a atuação da sua empresa, é chegado o momento de encontrar uma sala adequada para atender os clientes. É necessário que ela esteja situada em um local estratégico, ou seja, de fácil acesso ao público-alvo. Além disso, o espaço precisa ser confortável, passar credibilidade e bem-estar aos visitantes. 

Neste momento, também é interessante pensar e registrar quais vão ser os itens necessários para o funcionamento do negócio, bem como para conseguir atender todos os clientes da melhor maneira possível e estruturar a empresa, como: 

  • móveis; 
  • objetos de decoração; 
  • computadores;
  • eletrodomésticos; 

Por fim, tudo precisa ser detalhado para que o valor investido não ultrapasse o planejado.

3. Contrate um contador

Além do planejamento e estrutura, outro passo essencial são as questões burocráticas. 

Antes de abrir uma empresa de consultoria, vai ser preciso fazer escolhas importantes, como a natureza jurídica e o melhor regime tributário para o seu caso. Essas definições são muito relevantes, influenciam a quantidade de tributos que será paga, as obrigações da empresa junto aos órgãos do governo e muitos outros aspectos. Por isso, para não cometer enganos, o melhor a fazer é contratar um contador de confiança para orientá-lo. 

O profissional também será útil para o processo de abertura da empresa de consultoria, ou seja, com as questões burocráticas. Ele deverá auxiliar a separação dos documentos necessários, à emissão de licenças e alvarás, onde você precisa ir para conseguir realizar os procedimentos, entre outras situações. 

E então, gostou do nosso artigo sobre como abrir uma empresa de consultoria? 

Esperamos que as informações sejam realmente úteis e que você consiga abrir a sua empresa com sucesso! 

Não se esqueça de buscar ajuda de profissionais qualificados para ajudá-lo nesse processo e tornar tudo muito mais simples. 

Se precisar de ajuda para abrir uma empresa de consultoria, fale conosco!

Será um grande prazer ajudar!

Aprender deve ser uma atividade constante, mas, como nós sabemos, uma coisa que o empreendedor não tem é TEMPO, por isso que esse constante acaba se perdendo. É por essa razão que o podcast se tornou tão popular: é uma forma de descobrir coisas novas, enquanto você viaja, trabalha, malha ou se locomove.

Para alguns pode ser algo novo, mas o podcast existe á algum tempo.

Podcast  nada mais é que um arquivo digital de áudio transmitido através da internet, cujo conteúdo pode ser variado, normalmente com o propósito de transmitir informações.

Então se o que você mais precisa agora é aprender sobre negócios, confira esta lista com os melhores Podcasts de empreendedorismo.

 

5 Podcasts de empreendedorismo que você precisa ouvir.

 
10 podcast man in the arena 300x300 - 5 Podcasts sobre empreendedorismo que você precisa ouvir. - Contabilidade em São Bernardo do Campo - SP

1-MAB IN THE ARENA

Os empreendedores Leo Kuba (inkuba), Miguel Cavalcanti (AgroTalento) e In Hsieh (CBIPA). Os três feras recebem um convidado oficial por episódio, sempre voltado para o mundo dos negócios. Alguns exemplos: Gui Telles (Uber), Cristiane Correa (autora do livro Sonho Grande) e Tiago Yonamine (Trampos.co). Sem contar na recomendação de livros incríveis. O ultimo episodio do Podcast do trio, aconteceu em 2016, mas se tem uma coisa que essa liste de podcast é, totalmente ATUAL! 

CLIQUE AQUI PARA OUVIR

 

 

268x0w - 5 Podcasts sobre empreendedorismo que você precisa ouvir. - Contabilidade em São Bernardo do Campo - SP

2-STARTUPS DE ALTO IMPACTO

Totalmente voltado para quem quer criar uma Startup de sucesso,aqui não vai faltar dicas de como crescer, buscar investimento e tirar a ideia do papel. Quem apresenta é Gerson Ribeiro, fundador de quatro startups.

Gerar vendas e manter a parte financeira em ordem, é o proposito desse podcast.

CLIQUE AQUI PARA OUVIR

 

 

 

1200x630wp 768x403 - 5 Podcasts sobre empreendedorismo que você precisa ouvir. - Contabilidade em São Bernardo do Campo - SP

3-DIRETO DAS TRINCHEIRAS

O apresentador Ricardo Jordão Magalhães (BIZREVOLUTION) traz uma ideia nova a cada episódio, sempre relacionada com vendas, marketing, liderança, empreendedorismo e e-commerce. Os insights são práticos e podem ser aplicados facilmente. Alguns exemplos: como triplicar clientes e o que fazer na Black Friday.

CLIQUE AQUI PARA OUVIR

 

 

 

 

capa podcast 300x300 - 5 Podcasts sobre empreendedorismo que você precisa ouvir. - Contabilidade em São Bernardo do Campo - SP

4-LIKE A BOSS

Este podcast é apresentado por Paulo Silveira (Grupo Caelum Alura) e Rodrigo Dantas (Vindi) e tem um formato diferente, mais parecido com uma série. A cada temporada, seis líderes são convidados para falar sobre seus processos e aprendizados. São empreendedores como David Vélez (NuBank) e Diego Gomes (Rock Content e 12 Minutos).

CLIQUE AQUI PARA OUVIR

 

 

 

Screenshot 6 299x300 - 5 Podcasts sobre empreendedorismo que você precisa ouvir. - Contabilidade em São Bernardo do Campo - SP

5-TED TALK

O TED é referência em conhecimento e em talks no YouTube, há muitos anos. Agora, já imaginou poder assimilar as ideias incríveis sem precisar assistir ao vídeo? Não é à toa que ele está entre os melhores podcasts de empreendedorismo, negócios e inovação.

Exemplos: “As oportunidades da economia informal”, com Niti Bhan, “Como me tornei empresário aos 66 anos”, com Paul Tasner, e “Nossa obsessão doentia pela escolha”, com Renata Salecl.

CLIQUE AQUI PARA OUVIR

 

 

 

Bom agora é só abastecer essa sua mente empreendedora de, muita informação! E aguarde que logo menos termos Leandro Bueno O Podcast! 

Fonte: Sebrae.