O e-commerce cresce ano após ano e não faltam motivos para isso. Foi-se o tempo em que era necessário esperar um cliente estar próximo à sua loja para comprar.

Hoje é possível vender para pessoas em qualquer lugar do mundo a apenas alguns cliques de distância. Mas, para isso, é fundamental investir em uma logística para e-commerce eficiente e bem estruturada. 

Basta olhar a lista de benefícios e possibilidades do e-commerce para entender porque ele cresce, em média, 15% a cada ano. São eles: 

  • Rompimento das barreiras geográficas;
  • Maior visibilidade;
  • Redução dos custos fixos;
  • Comunicação direcionada;
  • Disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana, entre outros.

Empreender não é uma tarefa fácil. Existem inúmeras variáveis que devem ser consideradas para uma gestão eficiente. A suposta facilidade de vender pela internet pode ser posta em risco, por exemplo, caso a logística para e-commerce seja mal planejada. Assim, o que deveria ser um salto para o sucesso acaba se tornando um grande obstáculo a ser vencido.

confira nossas especialidades - Logística para e-commerce - 5 dicas de logística para ter boas vendas online - Contabilidade em São Bernardo do Campo - SP

No que a logística para e-commerce difere da tradicional?

Logística, definitivamente, não é tudo igual. Enquanto no comércio tradicional a loja precisa, necessariamente, estar aberta para que as vendas ocorram, no e-commerce elas podem acontecer a qualquer dia e hora, sem aviso prévio. Outro ponto importante é que o ciclo do pedido é significativamente menor, exigindo maior agilidade por parte da empresa. 

É por isso que a logística para e-commerce precisa ser cuidadosamente pensada, desde a escolha dos fornecedores até a entrega ao cliente final, agregando valor ao produto e ao relacionamento entre empresa e consumidor. Vale lembrar que na internet a exposição da marca é muito maior, portanto, qualquer avaliação negativa pode ter impactos devastadores sobre os resultados. 

5 dicas de logística para e-commerce 

1. Conheça o seu negócio

Para uma logística para e-commerce eficiente, é fundamental conhecer a fundo o negócio e o mercado onde irá atuar. Analise seu potencial a médio e longo prazo, bem como o comportamento e as expectativas dos consumidores da hora de comprar. Ademais, conheça o seu produto e qual a periodicidade da compra – trata-se de um item de único uso ou com durabilidade média de 10 anos? Saber disso é essencial para todo o seu planejamento logístico (e financeiro). 

2. Defina uma política de estoques

É no estoque que está armazenada grande parte do ativo de uma empresa. Definir uma política de estoques eficiente é parte fundamental da logística para e-commerces e pode garantir o sucesso ou fracasso de toda a operação. Após entender o mercado e suas tendências, faça análises e projeções que determinem o nível ideal de estoque para o próximo período, de modo que não sobre e também não falte. 

3. Negocie com transportadoras

A menos que você seja uma grande empresa detentora de logística própria, negociar com transportadoras é essencial para o sucesso da logística para e-commerces. De modo geral, quanto mais entregas, menor o frete. Se você deseja vender produtos online a preços competitivos, ou até mesmo absorver o frete como estratégia de vendas (o famoso frete gratis), encontrar um parceiro de longo prazo para as entregas é crucial. 

4. Não tenha medo das liquidações

Estoque parado é dinheiro desperdiçado. A maioria dos produtos possui prazo de validade – roupas saem de moda, alimentos estragam, calçados caem em desuso. A menos que você venda vinhos ou algo do tipo, não tenha medo das liquidações para aumentar o giro de estoque e movimentar o caixa. 

5. Reduza custos

Os custos não devem ser menosprezados na logística para e-commerce. Conheça-os e classifique-os em custos fixos e variáveis. Sempre que possível, reduza ou corte os custos fixos (aluguel, energia elétrica, etc.) e substitua-os por custos variáveis, que são atrelados às vendas. 

Viu como a logística para e-commerce pode otimizar processos e alavancar suas vendas online? Que tal colocar essas dicas em prática à partir de hoje? Entre em contato conosco e ficaremos felizes em ajudar!

Iniciamos hoje, uma série de vídeos sobre autopeças, sejam eles para comercio virtual, físico ou de manutenção.

Começamos falando sobre os a maior dúvida de todas: EXISTE VIDA PARA O COMERCIO DE AUTOPEÇAS NO BRASIL?

Vem saber:

https://youtu.be/QPCuXl6n7BQ

Vamos nos aprofundar um pouco mais sobre o assunto?

Segundo informações da Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), apesar do aumento de 12% nas vendas de veículos no primeiro semestre de 2019, se comparado ao mesmo período de 2018, as exportações do setor tiveram queda de 41,5% .

Ou seja, reflexo da crise vivida pela vizinha Argentina, que representa o maior mercado externo para a indústria automobilística brasileira.

Os dados demonstram que apesar da queda das exportações, a produção de veículos tem se mantido em alta e este impacto é positivo para o setor de autopeças e também para e economia de uma maneira geral, e o mais importante, com a geração de mais empregos.

No Brasil já são quase 2 milhões de veículos emplacados no ano de 2019 e uma frota estimada em quase 70 milhões de veículos.

É evidente que todo este volume requer manutenção e hoje o setor varejista de autopeças no país conta com mais de 186 mil negócios.

O que diz o Sindipeças?

Sindipeças (Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores) e a Abipeças (Associação Brasileira da Indústria de Autopeças) apresentaram recentemente relatório que indica faturamento líquido nominal no acumulado de janeiro a junho de 2018.

As entidades afirmam que houve aumento nas vendas para montadoras (12,8%), intrassetoriais (31,7%) e mercado de reposição (7%).

As exportações diminuíram 10,5%, quando mensuradas em dólares, mas mantiveram-se no mesmo patamar em reais, o que revela que o mercado segue em crescimento exponencial.

Um exemplo da efervescência do setor é a Atual AutoPeças, maior varejo de autopeças do estado de Minas Gerais.

Que oferece uma variedade grande de produtos que vão desde peças para mecânica em geral, para motor, picapes e vans e ainda para veículos nacionais e importados.

A Atual conta com mais de dez anos de experiência de mercado e com duas unidades no interior de Minas, em Patos de Minas e Sete Lagoas e duas na capital mineira.

Sendo que uma delas foi inaugurada no primeiro semestre deste ano.

Despontando no setor, a empresa mineira apresentou em 2018 um crescimento de 34% e neste ano já apresenta 54% de crescimento no semestre, em relação ao mesmo período do ano anterior.

Atual AutoPeças

Tal crescimento fora da curva pode ser explicado pelo caráter inovador da Atual AutoPeças, que busca sempre se destacar com um diferencial no mercado.

Uma das poucas neste ramo, a empresa passou a oferecer o serviço de atendimento via WhatsApp, pois sentiu a necessidade de se adaptar à nova forma de comunicação do consumidor.

Assim como inovou também ao lançar o serviço de delivery, onde o cliente final ou mecânico recebe as peças dentro de poucas horas no seu endereço, ou seja, aumentando a rapidez no atendimento.

A Atual AutoPeças está implantando também o serviço de venda por atacado, através do programa Automotiva, que realiza entrega das peças em todo o estado de Minas Gerais.

Uma grande novidade é o e-commerce que será lançado pela marca, as vendas online têm crescido vertiginosamente em todos os setores e no setor de autopeças há poucas empresas que possuem a opção de compra online.

Como anda o mercado?

O aquecimento do mercado também é visível ao olhar para trás.

Em 2018 e 2017, a Sindipeças apontou o crescimento nas vendas acumulado em 47% em contraponto aos anos de 2014 e 2016 que o aumento foi de apenas 26%.

Houve um considerável desenvolvimento deste setor, englobando as empresas que fabricam este tipo de produto e também os empreendimentos que os distribuem, armazenam e comercializam.

O mercado de reposição automotiva é dinâmico e de acordo com a Sindipeças, a tendência para o próximo semestre é a continuidade do crescimento em relação ao ano anterior, seja em vendas, contratação e faturamento.

 

A maioria das pessoas, quando fazem um curso ou participam de um evento, preferem receber um documento para comprovar sua realização, no caso um certificado.

Essa emissão é como uma recompensa após uma tarefa, uma medalha, e uma garantia para o currículo profissional. Mas cuidado: nem todos os certificados são válidos. Então, como emitir um certificado da forma correta?

Neste artigo, vamos mostrar a você como emitir um certificado para cursos, sejam presenciais, EAD ou totalmente online. Cada modalidade tem suas normas, e nem toda instituição educacional está habilitada a emitir certificação. Receber ou não certificado pode ser o ponto principal para um aluno decidir comparecer, ou não, em algum lugar: ele exibe o tempo de participação em um curso ou evento e o que se aprendeu.

Sim, existe uma legislação sobre como emitir certificado. Continue lendo e se informe sobre quem pode emitir, o que é válido e como criar um certificado valioso no mercado.

confira nossas especialidades - Como emitir certificado para os seus cursos, palestras e workshops? Aprenda aqui! - Contabilidade em São Bernardo do Campo - SP

Como emitir certificados da forma adequada?

Como dissemos, há uma regulação para emitir diferentes tipos de certificado.

Veja a seguir.

Certificados para cursos profissionalizantes ou cursos livres

Trata-se de cursos com o objetivo de atualizar e aperfeiçoar conhecimentos. Por isso, não há obrigação de reconhecimento e aprovação do MEC (Ministério da Educação).

Nesta modalidade, pode-se emitir certificados simplórios, que apenas provem que a pessoa realizou o curso. 

Certificados para cursos técnicos

Cursos técnicos formam alunos em conhecimentos técnicos, como o nome diz. Eles são altamente aconselháveis para aumentar possibilidades de inserção no mercado de trabalho, e muito variados.

Neste caso, o MEC pode impedir a emissão de certificado: o ministério precisa reconhecer que o curso é um capacitador técnico, e eles devem ter duração de 3 meses a 3 anos, de acordo com a área.

Passos para emitir certificados para cursos

Selecione a maneira pela qual vai emitir

Quer dizer, você vai emitir certificados física ou digitalmente? Vai imprimir certificados, assinar e enviar aos alunos, ou disponibilizá-los de forma digital? Certificados emitidos digitalmente podem ser baixados pelo próprio aluno após a finalização do curso. 

É claro que emissões físicas exigem um esforço maior por parte de quem emite, além de mais tempo e da possibilidade de erros ou problemas: mudança de endereço, envio para o lugar errado, extravio etc.

Como nosso mundo tem se tornado cada vez mais digital – Era Digital – é natural que cada vez mais certificados sejam emitidos de forma digital, cortando custos e evitando dores de cabeça.

Mas a emissão física tem seu valor: é aquele papel “requintado” que você recebe em mãos, como nos velhos tempos. 

Quem não gosta de ser aplaudido ao receber um diploma de fim de curso em uma formatura, por exemplo, erguendo o “canudo” para o alto com orgulho? 

Em geral, certificados de cursos de graduação e pós-graduação presenciais são físicos.

Organize-se e cumpra normas

Quantos alunos estão participando do curso? Quantos certificados vão provavelmente ser necessários? Quais os prazos e formas de recebimento? E os envios? E o visual do certificado? O que ele vai exatamente conter? 

Não pode faltar:

  • logotipo da instituição;
  • nome da instituição;
  • assinatura de autoridade institucional;
  • carga horária;
  • local e data;
  • nome do estudante ou participante de evento;
  • nome do curso ou do evento.

É bom informar quais foram os conhecimentos gerais que foram adquiridos pelo aluno, ou o tema do evento, resumidamente.

Economize tempo com modelos prontos

Pra que ficar quebrando a cabeça tentando fazer “o certificado ideal”? É claro que vão haver personalizações para cada curso ou evento, mas você pode usar modelos de certificado prontos se quiser saber como emitir certificado com mais segurança e confiabilidade. Eles são gerados no computador a partir dos dados de cada destinatário, através de programas pagos ou gratuitos. 

Por fim, uma dica a mais: o envio é importante, certifique-se de ter todos os endereços dos que irão receber os certificados – erros nessa informação são de responsabilidade do destinatário, que deve corrigi-los para receber ou buscar em mãos na instituição, no caso de certificado físico. 

Já na forma digital, a questão de como emitir certificado é mais simples: pode ser enviado em PDF ou em arquivo de imagem para o e-mail da pessoa, ou disponibilizado na própria plataforma do curso ou evento, basta fazer login e baixar.

Esperamos que este artigo sobre como emitir certificado tenha sido útil para você.

Procure se inspirar em modelos de certificado de várias instituições, adicionando diferenciais, sem deixar de seguir as normas. Tenha em mente o custo da impressão desses certificados, conforme número de cores, entalhes etc, pensando no público-alvo que vai receber o documento.

Até mais!

Você já deve ter notado que os bancos digitais têm ganhado força nos dias atuais.

E isso é muito justificável, a praticidade e eficiência é imensa. Nada de filas, nada daquelas portas giratórias horríveis, e nada daquilo tudo que mais odiamos nas agencias.

Mas ao mesmo tempo, são tantas opções, com tantos diferenciais, que uma pergunta nos veio a tona:

Qual o melhor banco digital?

Bom, é exatamente isso que vou te ajudar a descobrir neste artigo. E claro, com uma abordagem totalmente voltada para que você tire suas próprias conclusões.

Vamos nessa?

De antemão vamos explicar:

O que são bancos digitais

Os bancos digitais são uma modalidade de bancos com um número muito reduzido de agências (alguns deles possuem uma só, ou até mesmo nenhuma), mas com mais praticidade e eficiência nos canais digitais.

Estas instituições financeiras têm como foco serviços digitais (meio óbvio né?) baseados na tecnologia, praticidade e acessibilidade. Você pode literalmente fazer qualquer coisa pelo aplicativo do seu celular ou pelo internet banking.

A praticidade destes bancos digitais é maior devido ao acesso direto no seu Smartphone sem burocracias.

Muitos deles são completamente gratuitos. Você não paga pelos saques, não paga por transferências (TED ou DOC), pelo cartão de crédito.. não paga nada MESMO!.

Vale lembrar que não estamos falando somente de  Internet Banking e aplicativo.

Oferecem também diversos canais virtuais de atendimento como Chat, Facebook, Whatsapp, vídeo chamada e muito mais, além claro, do atendimento convencional, via telefone.

O legal aqui é que os bancos digitais costumam responder a interações em tempo real. Nada de aguardar horas para ser atendido.

Enquanto de um lado temos os bancos digitais completamente adaptados a nova geração na outra ponta temos os bancos físicos que possuem certa dificuldade em atender o público jovem e dinâmico.

Nossa geração, da mesma forma que todas as outras, odeia perder tempo em filas intermináveis, para resolver algo que seria solucionado facilmente em uma ligação.

Pontos Positivos

-Horário de Atendimento.

Atendimento totalmente personalizado

-Agilidade na resolução dos problemas

-Fim das intermináveis filas

Pontos Negativos

É como nem tudo é perfeito.

Apesar de para a maioria das operações não haver taxas, existe uma certa restrição das movimentações físicas principalmente quando falamos de caixas eletrônicos e números de saque.

Nestes bancos é comum que você só possa realizar saques na rede 24 horas e só possa fazer depósitos através de TEDs ou DOCs e depósitos via boleto.

Outra coisa que não existe é aquele contato pessoal com o gerente.

Você é atendido por um “gerente aleatório” e não cria uma amizade com a pessoa que lhe atende.

Falando no atendimento, apesar da presteza nas respostas via chat ou outro canal de atendimento a grande maioria das negociações são automáticas.

Por exemplo, se você tem um limite de cartão de crédito aprovado de R$ 2.000,00 não adianta pedir um aumento. Se você não tiver uma documentação para fundamentar sua solicitação é quase impossível conseguir porque é tudo automático.

Principais bancos digitais

Conta Digital Banco do Brasil

O BB foi o primeiro dos grandes bancos a disponibilizar uma conta digital. O nome da conta é fácil BB que pode ser:

  • Fácil Gratuita;
  • Fácil Bônus;

Ambas possuem manutenção gratuita.

Nestas contas é possível ter cartão de crédito e débito, depósitos ilimitados gratuitos em caixas eletrônicos e transferência para outras contas do BB sem custos.

Inter

Com um aplicativo para realizar todas as transações, o Inter é isento de tarifas, mesmo para transferências e saques na rede 24h.

Um diferencial é o depósito com boleto, em que, para depositar uma quantia em sua conta, basta gerar um boleto no próprio aplicativo e pagar em qualquer casa lotérica.

Tem cartões de crédito e débito internacionais sem custo adicional e assim como também oferece os mesmos serviços para pessoa jurídica, sendo outra alternativa para PMEs.

Next

Essa é a aposta do Banco Bradesco, seu controlador. Ele possui algumas funções diferenciadas como fazer vaquinha para um jantar ou festa (e ver quem pagou e quem não pagou) sem contar que você pode obter descontos no Uber, Ifood, XBox, AirBNB e outras plataformas de consumo digital.

Quando você abre a conta precisa escolher entre três planos que oferecem igualmente os mesmos serviços. A diferença entre eles é o tipo de cartão oferecido (são todos visa). Veja:

  • Cartão Internacional: R$ 19,95 mensais;
  • Gold: R$ 29,95 mensais;
  • Platinum: R$ 39,95 mensais;

 

Original

Uma das primeiras instituições a oferecer um serviço completamente digital, com a disponibilidade de cartão múltiplo (com as funções crédito e débito), e um gerenciador financeiro integrado à conta.

De acordo com o aviso em seu site, existe uma mensalidade de R$ 9,90 (mas que não está sendo cobrada atualmente) e se você tiver R$ 100.000,00 ou mais aplicados junto ao banco estará isento da tarifa.

Por outro lado, sendo cliente do Banco Original você têm direito a TEDs ilimitados, transferência para contas do mesmo banco ilimitadas, saque nos bancos 24hs, extrato de um determinado período ou o extrato mensal, deposito via boletos, pagamento de contas, possibilidade de ótimos investimentos a partir de R$ 1.000,00, em conclusão,  milhares de benefícios.

NuConta

Na Nuconta também não há qualquer tipo de tarifa. Aqui você tem direito a TEDs ilimitados mas não pode fazer saques em dinheiro como os demais.

A grande diferença é que o seu dinheiro em conta rende 100% do CDI o que é uma ótima remuneração. Por outro lado, atenção, ainda não há a proteção do FGC.

 

Sofisa Direto

O grande diferencial do Sofisa Direto é a possibilidade de investir a partir de R$ 1 em qualquer modalidade de aplicação de renda fixa oferecida pelo banco.

Diferente da NuConta o Sofisa sim possui garantia do FGC e te permite fazer depósitos via DOC,TED, cheque por imagem ou boleto.

Neon

Para ter uma conta na Neon, basta baixar o aplicativo em seu celular e seguir os passos indicados de maneira simples e gratuita.

Não é necessário aprovação de crédito. A conta é ativada quando o cliente deposita os primeiros R$ 25.

A instituição oferece um cartão de débito internacional, assim como, um aplicativo de gestão financeira e serviços para empresas (pessoa jurídica), sendo essa uma alternativa para micro e pequenos empresários (PMEs).

O Neon têm função de reconhecimento facial e é garantido pelo FGC. Assim como a maioria também não possui custos para usar o seu pacote básico que inclui transferência grátis para contas de mesmo banco, 1 saque por mês nos bancos 24hs , um depósito por mês via boleto e 1 transferência bancária para outros bancos por mês.

Definitivamente são diversos bancos digitais para você escolher, com vantagens e desvantagens, cabe a você ver qual mais se encaixa em seu perfil e correr para um deles!

 

 

A consultoria empresarial é uma das melhores maneiras para você saber o estado atual da sua empresa, observado por alguém de fora.

Porém, não com a visão de um visitante comum. Mas sim com os olhos de um especialista em negócios.

O problema é: como aplicá-la em seu negócio? Não basta apenas chamar alguns consultores para olharem a sua empresa, darem o feedback e ficar por isso mesmo.

É interessante ter um plano para aplicar o parecer da consultoria e fazer transformações reais em seu negócio. Se não, vira apenas um grande desperdício de recursos. Se está em dúvida sobre como usar uma consultoria empresarial para rever e melhorar seus processos, te convidamos a ver abaixo algumas dicas que você pode aproveitar. Confira!

Confira nossos serviços - Consultoria empresarial - Como aplicá-la em seu negócio? - Contabilidade em São Bernardo do Campo - SP

Decida qual será o foco da consultoria

Antes mesmo de contratar um serviço de consultoria empresarial, é importante decidir qual será o foco. Precisa de ajuda para gerir melhor suas finanças no dia a dia? Então uma consultoria especializada na área financeira é a mais indicada.

Está com problema na execução dos processos, que são lentos e dispendiosos? Uma consultoria focada em produtividade pode ser a opção ideal.

Defina o objetivo principal da consultoria que ainda irá contratar.

Faça um plano de trabalho da consultoria

Não basta ir à sua empresa, dizer onde estão os erros e ir embora. A consultoria precisa elaborar um plano de trabalho, que busque remediar os problemas e criar as mecânicas necessárias para que eles não se repitam depois que forem embora.

Além de definir quais novos processos serão implementados, é importante que se estabeleçam metas realistas e mensuráveis, mesmo que não solucionem o problema todo em um primeiro momento.

Execute as melhorias

A maioria das empresas de consultoria empresarial irão acompanhar os novos processos que desenvolveram para a sua empresa.

Acompanhe e encoraje os colaboradores a seguirem as novas diretrizes, acompanhando de perto os resultados e coletando dados sobre o impacto das mudanças.

Avalie os resultados

Depois de algumas semanas de implementação, chega a hora de se reunir com a consultoria para avaliar os resultados obtidos. Alcançou o objetivo determinado no primeiro passo desse artigo? Apresentou alguma evolução nesse ponto?

Ou os novos processos não mudaram muito ou até pioraram os índices? Por isso é importante coletar informações durante a execução. É nesse passo que saberá se os planos montados pela consultoria empresarial foram bem-sucedidos, precisam de ajustes ou não se encaixaram ao perfil da sua empresa.

Se ainda precisar de alguns ajustes, basta retomar o planejamento e fazer mudanças dentro do plano original – ou criar um planejamento novo. Execute o novo plano e continue coletando dados, repetindo a avaliação ao final do período.

Consultoria empresarial – o que pensa sobre o serviço?

Uma prática comum do mercado é contratar consultores externos para ajudar com novos planejamentos e melhorias para o seu negócio. Porém, não basta largar tudo na mão dos consultores e ir aproveitar umas férias, por mais merecidas que sejam.

O importante aqui é contar com esse olhar de fora para impulsionar seu negócio. O que acha da consultoria empresarial? Gostaria de uma consultoria especializada para seu negócio? Entre em contato!

O ABC Paulista é um gigante, no comercio, na industria, é uma região que só cresce, e com uma oportunidade de negócio em cada esquina.

Mas abrir uma empresa não é uma decisão fácil.

Escolher então o lugar onde você ira plantar a sementinha do seu negócio, mais ainda.

Por isso hoje o Leandro Bueno, listou no vídeo abaixo, alguns motivos para você escolher São Bernardo do Campo, para abrir sua empresa e decolar o seu negócio:

Bom, agora que você já motivos de sobra, para abrir uma empresa no ABCD Paulista, nós temos uma outra dica para te dar, que tal, aderir ao método Coworking ?

Mas você deve estar se perguntando: Mas existe escritórios Coworking no ABCD Paulista?

E a resposta é: Sim!

Já está em construção o primeiro Coworking do ABCD Paulista, que estará localizado em São Bernardo do Campo.

Maior empresa de coworking do mundo chega a SBC em novembro

Maior empresa de coworking do mundo, a rede norte-americana de escritórios WeWork está se preparando para iniciar suas operações em São Bernardo em novembro.

Com moderno modelo de negócios, baseado na oferta de estações de trabalho compartilhadas para por exemplo

startups, freelancers, empreendedores, pequenas e até grandes empresas, a WeWork  vai ocupar sete andares do edifício Helbor Trilogy Offices, na Av. Pereira Barreto, nº 1.479, no Centro.

Em área de 5.000 metros, o espaço terá capacidade para ofertar 850 posições de trabalho, além de disponibilizar estrutura completa para impulsionar novos negócios localmente.

É um modelo de negócio novo que chega à nossa cidade, mostrando o protagonismo de São Bernardo.

 

Agora você não tem mais motivos para não abrir a sua empresa no ABCD Paulista, ainda esse ano!

Crie coragem! e se precisar de ajuda, saiba que a São Lucas Assessoria Contábil, está aqui para isso!