Minha empresa está na UTI, e agora?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email

Quantos de vocês já se sentiram assim?

Meu nome é Leandro Bueno, sou Consultor Contábil há 17 anos e hoje eu vim aqui falar com você sobre recuperação de empresas à beira do precipício.

Mas antes de falar sobre recuperar uma empresa eu gostaria de levantar a seguinte questão aqui, não seria melhor antes mesmo do adoecimento da empresa tratar a saúde financeira desta?

Não seria mais fácil antes de levar o enfermo para a UTI cuidar dele em casa?

Ao longo dos anos eu venho vivenciando empresas que estão no caminho certo dá morte!

Ao longo dos anos, eu infelizmente, venho acompanhando empresas que estão no velório de si próprias, faltando apenas “enterrar”, pois já estão mortas há tempos, mas ainda assim querem fazer mais uma tentativa baseada no “achismo”.

Eu não sei se você se sente assim nesse momento, eu não sei se a sua empresa está passando hoje por esse momento, mas uma coisa eu posso afirmar, se a sua empresa está dessa forma é porque você não olhou como deveria ter olhado, não viu aquilo que estava diante dos seus olhos, não percebeu aquilo que estava na sua frente que são os seus números contábeis!

Números contábeis tratam-se da espinha dorsal do seu negócio. A minha avó já dizia, “quando a cabeça não pensa o corpo padece”, a cabeça pensante do seu negócio é claro que é VOCÊ! Todavia as conexões cerebrais que conectam o seu negócio e que podem vir a tirá-lo de uma possível internação na UTI, de uma possível doença, ou ao menos indicam uma gripe que pode levar a uma pneumonia, que pode levar a uma falência múltipla dos órgãos, que pode levar a outra série de intercorrências, são os índices da Contabilidade. O PMR, PMP, DFC, LIQUIDEZ SECA, LIQUIDEZ IMEDIATA, talvez essa palavra som na sua mente da mesma forma quando um médico vem falar de um ente querido para você sobre alguma doença que está lhe afligindo e prestes a tirar a vida deste ente querido, talvez essas palavras contábeis, essa sopa de números e letras soe para você como a leitura de uma bula de remédios.

Trago aqui uma reflexão para vocês. Uma coisa simples e prática você está doente você vai ao… Você quer construir uma casa você vai procurar o… Você quer se separar da sua esposa você vai procurar o… Você está com depressão você vai procurar o… E por que raios que quando a sua empresa está doente, quando a sua empresa está em depressão, quando a sua empresa está à beira de um ataque de nervos, quando essa empresa está à beira da falência, quando a sua empresa está à beira da UTI você não procura um contador? Eu sei como você se sente, eu também já me senti assim, eu também já tive empresa há 10 anos e por um milésimo eu não a perdi para credores, por uma “sorte” do destino, eu sempre fui um bom vendedor e um ótimo contador, e consegui aos 49 do segundo tempo recuperá-la, e vender posteriormente.

Talvez você até consiga com seus próprios esforços, Parabéns! Talvez você seja a maior empresa da sua atividade nos próximos 50 anos, depois de passar o que você está passando e quase enterrar sua empresa, Parabéns! Mas, e se eu dissesse para você que existe um método, que existe uma forma, que existe um caminho já testado por milhares de empresas, que também por sua vez, à beira da falência ou não, conseguiram enxergar melhor o seu negócio, e começaram a tratar a raiz, ao invés de tratar a fruta? Pense nisso!

O céu é o meu limite!

Leandro Bueno Contador

5 (100%) 1 vote

Acesse minhas redes sociais:

Leandro Bueno

Leandro Bueno

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Empresa

Ajudamos empresários, gestores financeiros, gestores de RH, a resolverem seus problemas contábeis, fiscais e trabalhistas através de uma consultoria contábil customizada para o seu negócio.

Posts Recentes

Siga-nos

Vídeo

Cadastre-se na nossa Newsletter

Não se preocupe não enviamos spam!

Recomendado só para você!
https://www.youtube.com/watch?v=K6w_NBUQQAw   E ai pessoal beleza? Leandro Bueno Contador! Será…