5 passos para um bom plano de negócio para seu e-commerce

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
5 passos para um bom plano de negócio para seu e-commerce

Entenda como criar um plano de negócio para o seu e-commerce que o faça ser muito bem sucedido!

Um dos grandes objetivos de pessoas com mentalidade empreendedora é conseguir fazer com que seus negócios sejam extremamente bem sucedidos e cheguem ao auge do conhecimento público.

E se você se encaixa no perfil acima, com certeza, este artigo foi feito para você!

Se pretende abrir um e-commerce de sucesso, o primeiro passo é planejar e entender o caminho que seguirá, concorda?

Contudo, um plano de negócio deve ser muito bem elaborado e estruturado para que seja realmente efetivo e te leve ao ponto que deseja chegar sem encontrar obstáculos insuperáveis no caminho.

Sendo assim, preparamos este artigo para nortear seu plano para e-commerce.

Vamos lá?

O que é um plano de negócio para e-commerce?

O plano de negócio para e-commerce consiste num documento onde são descritas as principais informações da empresa pretendida, bem como a análise de mercado e possibilidade de sucesso, as ações necessárias para alcançar os objetivos e as estratégias voltadas ao ramo de atuação.  

Desenvolver um bom plano antes de iniciar o seu negócio é de suma importância, já que, a partir dele você terá dados o suficiente para o desenvolvimento da empresa e, caso ocorra uma crise interna, terá ações e estratégias definidas de acordo com o estudo base.

Sendo assim, vamos às dicas para a estruturação do seu plano.

1. Faça o esboço do projeto

Nessa primeira etapa, é necessário entender quais serão as bases de sua loja virtual, visto que há a necessidade de estudar sobre o produto, plataforma de e-commerce, estratégias de marketing digital e, para que tudo isso seja possível deve ser considerado o budget (orçamento) que você possui.

 2. Faça o estudo de mercado

 Entender do próprio negócio é de suma importância, você concorda?

Da mesma forma, é extremamente importante entender como funciona a concorrência.

Estude sobre os preços praticados, plataformas que utilizam, métodos de divulgação, qualidade dos produtos vendidos, e se necessário, baseie-se nessas informações para definir seu plano de e-commerce.

Contudo, é necessário ser muito cauteloso, afinal, nem tudo o que é válido para o seu concorrente será para você também. 

De nada adianta trabalhar um preço de venda mais baixo sem considerar os gastos incidentes ao seu negócio. Essa é pior atitude a ser tomada, afinal, se não considerar todos os seus gastos, com certeza, não terá um e-commerce de sucesso.

3. Defina o plano de marketing

Tão importante quanto qualquer um dos outros passos, é necessário definir o plano de marketing de sua empresa de maneira efetiva e que realmente possa te levar os objetivos que almeja.

Os principais pontos a serem considerados, são:

  • Veículos de campanha;
  • Definição da plataforma de hospedagem;
  • Estratégias para abandono de carrinho;
  • Experiência do usuário;
  • Modelos de campanha;
  • Definição de estratégias de ranqueamento nos mecanismos de busca. 
  • Definição do segmento de atuação na plataforma e-commerce.

Se considerados todos estes pontos, a possibilidade de sucesso da sua loja virtual aumentará em muito!

4. Faça o planejamento financeiro  

O planejamento financeiro é vital para que sua empresa de e-commerce seja bem sucedida, afinal, a partir dele é possível definir estratégias a serem trabalhadas para a melhor utilização do seu investimento e, consequentemente, a obtenção mais ágil e efetiva do ROI (retorno sobre investimento).

Sendo assim, é muito importante que neste momento você conte com o auxílio de uma empresa de contabilidade para e-commerce. Afinal, um contador especialista pode ser fator decisivo entre o sucesso e fracasso de sua loja virtual.

5. Defina o regime tributário

O regime tributário consiste num conjunto de leis que define os tributos incidentes à pessoas jurídicas, sendo que, cada enquadramento tributário tem características particulares.

Visto que o regime tributário é obrigatório a todos os empreendedores, definí-lo de maneira errada pode ser um grande motivo de gastos excessivos com tributos não devidos e multas.

Os principais regimes tributários são:

  • Simples Nacional;
  • Lucro Real; 
  • Lucro Presumido.

Dessa maneira, é necessário entender as particularidades de cada um destes regimes.

E então, o que achou das informações? 

Caso precise de auxílio no processo de abertura de seu e-commerce, entre em contato conosco!

Será um grande prazer te ajudar a atingir o sucesso!

Classificar post
marketing@saolucas

marketing@saolucas

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Empresa

Ajudamos empresários, gestores financeiros, gestores de RH, a resolverem seus problemas contábeis, fiscais e trabalhistas através de uma consultoria contábil customizada para o seu negócio.

Posts Recentes

Siga-nos

Vídeo

Cadastre-se na nossa Newsletter

Não se preocupe não enviamos spam!

Recomendado só para você!
Estabelecer objetivos, metas, planejar os objetivos, treinar e engajar as…